Descrição - Caninsulin®

Apresentação

Caninsulin packaging

Caninsulin® é uma suspensão aquosa de insulina contendo 40 UI por mL de insulina suína altamente purificada, 30% é insulina de zinco amorfa e 70% insulina de zinco cristalina.

Usos

Caninsulin é uma insulina de ação intermediária que contém insulina suína, que é estruturalmente idêntica à insulina canina. É indicada no tratamento do diabetes mellitus (hiperglicemia e seus sinais clínicos associados) em cães e gatos.

Dosagem e administração

Caninsulin® deve ser administrado uma ou duas vezes ao dia, como apropriado, por injeção subcutânea. Alternar o local da injeção diariamente. Agite o produto suavemente antes de usar. Deve ser utilizada uma seringa de 40 UI/mL de insulina ou caneta de 40 UI/mL de insulina.

Uma única injeção diária é suficiente para estabilizar a concentração de glicose no sangue na maioria dos cães diabéticos. Porém, a duração da ação pode variar, tornando necessário administrar a dose de insulina duas vezes ao dia a alguns cães diabéticos.

Em gatos diabéticos, é necessário administrar Caninsulin® duas vezes ao dia. A dose depende do grau de deficiência na produção de insulina do próprio animal e é, portanto, diferente em cada caso.

Iniciando o Tratamento

Em cães, a dose diária inicial é de 1 UI/Kg + dose suplementar.

Gatos
A dose inicial para gatos é de 0,5 UI/Kg – 2 vezes ao dia se a concentração de glicose no sangue for 20 mmol/l (isso é 3,6 g/l ou 360 mg/dl) ou superior e 0,25 UI/Kg duas vezes ao dia se a linha de base da concentração de glicose no sangue for inferior a 20 mmo/l (isso é, 3,6 g/l ou 360 mg/dl). Essa dose é ajustada individualmente, dependendo da resposta do tratamento.

Manutenção

Quando a dose de manutenção tiver sido estabelecida e o animal estiver estabilizado será necessário implementar um programa de manejo de longo prazo. O objetivo deve ser controlar o animal de maneira a minimizar as variações das necessidades de insulina. Isto inclui monitoramento para detectar sub ou overdose de insulina e ajuste da dose, se necessário. Estabilização cuidadosa e monitoramento e controle rígidos durante a manutenção ajudará a limitar os problemas crônicos associados com o diabetes, incluindo catarata, gordura no fígado, etc.

Várias abordagens para manutenção têm sido descritas. A abordagem mais clinicamente racional é o proprietário monitorar e registrar a saúde geral do cão (incluindo bem estar, sede e apetite) e verificar a glicose na urina, pelo menos, uma vez ao dia. O veterinário verifica o animal a cada 2-4 meses (ou mais frequentemente se houver problemas), incluindo a saúde e registro de glicose na urina. A glicose no sangue também é medida neste momento. O veterinário, baseado na análise completa dos dados clínicos e na medição da glicose no sangue, faz os ajustes da dose de insulina.

A capacidade dos proprietários de reconhecer os sinais de hipo ou hiperglicemia e responder apropriadamente são importantes para alcançar o controle durante a terapia de manutenção. Poliúria, polidipsia e polifagia em combinação com perda de peso, má condição geral, perda de pelo ou pelagem anormal e letargia são os sinais clínicos mais comuns de hiperglicemia e requerem administração de insulina para restabelecer as concentrações de glicose no sangue à faixa normal.

Contraindicações, advertências, etc.

  1. Caninsulin® é uma insulina de duração intermediária e não se destina ao tratamento de animais com diabetes agudo grave apresentando um estado cetoacidótico. Caninsulin® não deve ser administrado por via intravenosa.
  2. O uso de progestágenos em animais que sofrem de diabetes mellitus deve ser evitado. A ovariohisterectomia pode ter que ser considerada.
  3. Estresse e exercício irregular devem ser evitados. Deve-se ter cuidado com o uso de corticosteroides
  4. É importante estabelecer um esquema rígido de alimentação, em consulta com o proprietário, que incluirá um mínimo de variações e mudanças.
  5. Um adulto responsável pelo bem estar do animal deve realizar a administração de Caninsulin®.
  6. Somente para tratamento animal. Manter fora do alcance das crianças.

Armazenamento

Antes de abrir, armazenar em posição vertical e refrigerado entre +2 e 8°C. Proteger da luz. Não congelar. Após a primeira abertura, armazenar refrigerado entre +2 e 8°C ou até 25°C. Após a retirada da primeira dose, utilizar o produto dentro de 28 dias.

Insulina não deve ser congelada, pois isso irá desnaturar as frágeis cadeias da insulina. Da mesma forma, devem ser evitadas temperaturas elevadas.

Antes de usar, agitar o frasco ou cartucho completamente até obter uma suspensão homogênea, leitosa uniforme. A espuma na superfície do frasco formada durante a agitação deve dispersar antes do produto ser utilizado e se necessário, o frasco deve ser suavemente agitado para manter uma suspensão leitosa homogênea e uniforme antes da utilização. Aglomerados podem se formar nas suspensões de insulina: não utilize o frasco ou cartucho, se aglomerados visíveis persistirem após completa agitação. Uma seringa de insulina de 40 UI/mL ou caneta de insulina de 40 UI/mL deve ser utilizada.

Embalagem

Caixas contendo 10 frascos-ampolas de 2,5 mL.

Observação

As informações fornecidas sobre o produto referem-se à UE. Os dados do produto podem variar em outros países, dependendo da regulamentação local. Visitantes não pertencentes à UE podem consultar o representante da MSD Saúde Animal em seus países para obter mais informações.

Caninsulin Folheto Informativo