Alterações nas Necessidades de Insulina em Cães Diabéticos

"Não é incomum que as necessidades de insulina mudem de repente, mesmo após um longo período de estabilidade"


Ajuste da dose

O ajuste da dose deve ser baseado na resposta clínica e na interpretação de curvas glicêmicas. Idealmente, uma curva glicêmica deve ser feita antes de mudar a dose de insulina.

O monitoramento da glicose e cetona na urina pode ser utilizado para verificar se deve ser feita uma curva glicêmica, não deve ser utilizada por si só como base para ajuste de dose.

O ajuste da dose deve ser feito em etapas de 10%, arredondado para baixo para a unidade inteira ou meia unidade mais próxima. As alterações na dose devem ser feitas após um período de ajuste a uma dose ou esquema particular, i.e. pelo menos 3-4 dias.

Alterações nas Necessidades de Insulina em Cães Diabéticos

Alterações nas necessidades de insulina podem ser devido a uma série de fatores:

  • infecção (ex. infecção do trato urinário (cistite), pioderma),
  • regime de exercício alterado
  • perda ou ganho de peso
  • perda ou ganho de peso
  • outra doença concomitante (ex. insuficiência renal, insuficiência cardíaca)
  • outra doença endócrina concomitante
  • metaestro em cães mudanças nas concentrações de progesterona
  • administração de corticosteroide ou progestágeno