Controle de Gatos Diabéticos

Terapia com insulina para o tratamento do diabetes felino

A insulina exógena é utilizada para substituir o fornecimento inadequado ou inexistente de insulina em diabéticos.

Tipos de insulina e análogos de insulina

As preparações de insulina podem ser divididas em três categorias:

  1. Insulinas de longa ação e análogos de insulina
    • Insulinas ultralentas - insulina 100% cristalina
    • Insulinas PZI - contêm protamina e zinco
    • Insulina glargina e insulina detemir são análogos de insulina que são liberadas vagarosamente por um período de até 24 horas (em humanos) e destinadas a fornecer um nível basal de insulina.
  2. Insulinas de ação intermediária
    • Insulina lenta (ex. Caninsulin) - misturas de 30% de insulina amorfa (semilenta) e 70% de insulina cristalina (ultralenta) em suspensão aquosa.
    • Insulina NPH - contém protamina
  3. Insulinas de ação rápida e análogos de insulina
    • Insulina solúvel e insulina semilenta: administração intravenosa possível
    • Insulina lispro, insulina aspart e insulina glulisina são análogos de insulina que imediatamente absorvidas do local da injeção são utilizadas para fornecer um bolo de insulina após uma refeição (em humanos)

Devido às diferenças no metabolismo, a duração da atividade de uma determinada insulina varia de animal para animal.

A fonte da insulina pode variar. Caninsulin® contém insulina suína. As insulinas recombinantes humanas também estão disponíveis.

Os análogos de insulina (ou ligantes do receptor de insulina) são análogos sintéticos de insulina criados por engenharia genética que realizam as mesmas ações que a insulina no corpo.

Preparações de insulina

  • 40 UI = 40 unidades por mL (Caninsulin®)
  • 100 UI = 100 unidades por mL (maioria das outras)

É importante correlacionar a preparação de insulina com a seringa correta. A MSD Saúde Animal fornece seringas de 40 UI e canetas de insulina de 40 UI (VetPenTM) para permitir a medição exata de Caninsulin®.

 Controle de gatos diabéticos