Anticorpos de insulina

A estrutura da insulina é altamente conservada. Entre as espécies há variações nas subunidades de insulina de até quatro resíduos de aminoácido de insulina. O desenvolvimento de anticorpos de insulina pode resultar em reações alérgicas e resistência à insulina.

Reações alérgicas

Reações alérgicas à insulina são raras, hoje em dia, desde a entrada de insulinas altamente purificadas. Suspensão de insulina zinco suína deve ser administrada com cuidado aos animais com alergia sistêmica à carne de porco ou produtos suínos.

Em cães, anticorpos anti-insulina

  • são uma característica em cães recém-diagnosticados e cães diabéticos não tratados
  • são comuns em cães diabéticos tratados com insulina, especialmente quando a fonte de insulina exógena é diferente (bovina, humana recombinante) da insulina canina (suína)
  • normalmente não parece afetar o controle glicêmico em cães diabéticos tratados com insulina.

Em gatos, anticorpos anti-insulina

  • não são uma característica em gatos recém-diagnosticados e gatos diabéticos não tratados
  • não são comuns em gatos diabéticos tratados com insulina, independente da fonte da insulina exógena (suína, bovina, humana recombinante) utilizada para o tratamento.
  • Não parece afetar o controle glicêmico em gatos diabéticos tratados com insulina.

Diabetes Canino e Anticorpos

Anticorpos de insulina se mostraram específicos para regiões conservadas em vez de diferenças chave de aminoácido nas subunidades de insulina.