Amostras de Sangue como Ferramenta de Monitoramento

Amostras de sangue podem ser coletadas para medir as concentrações de glicose sanguínea.

Medição da glicose sanguínea

1. Coletar uma amostra de sangue venoso de uma veia periférica em um tubo adequado.

2. Coletar uma gota de sangue capilar da orelha (pavilhão auricular) ou às vezes da área do carpo ou do pé, e analisar utilizando um medidor de glicose sanguínea manual (glicosímetros).

  • Leituras podem variar até 15% das amostras submetidas ao laboratório.
  • Glicosímetros portáteis são razoavelmente precisos.

Se a leitura parecer incomum ou não corresponder aos sinais clínicos, deve ser feita uma segunda leitura ou utilizar outro método para confirmar a concentração de glicose sanguínea.


3. Coletar uma gota de sangue capilar da orelha (pavilhão auricular), da área do carpo ou do pé e analisar utilizando uma fita teste de glicose sanguínea.

4. Diversos métodos novos estão sendo testados. Estes incluem métodos contínuos, menos invasivos de teste de glicose, tais como usar um sensor de glicose colocado sob a pele para registrar algumas centenas de concentrações de glicose por um período de dois a três dias. Este tipo de dispositivo tem sido testado em gatos diabéticos.

Mais informações

Consulte as Publicações:

  • Wess G, Reusch C (2000). Capillary blood sampling from the ear of dogs and cats and use of portable meters to measure glucose concentration.
  • Casella M, Wess G, Reusch CE (2002). Measurement of capillary blood glucose concentrations by pet owners: a new tool in the management of diabetes mellitus. J Am Anim Hosp Assoc. 2002 May-Jun; 38(3): 239-45

Medições individuais de glicose sanguínea

Uma amostra individual de sangue para medição da glicose pode ser colhida no momento do nadir da glicose sanguínea (é esperada a menor concentração). Medições individuais de glicose sanguínea são especialmente utilizadas após um aumento da dose para verificar se a nova dose não está produzindo hipoglicemia. Entretanto, o momento do nadir da glicose sanguínea pode variar em um só animal bem como entre os animais. Assim, coletar uma única amostra entre 6 e 10 horas após a administração da insulina nem sempre é apropriado.

Uma maneira mais correta de monitorar a eficácia do tratamento é produzir uma curva glicêmica.

Amostras de sangue para monitorar Cães e Gatos Diabéticos

Medições individuais de glicose sanguínea frequentemente não são apropriadas, pois o tempo do nadir pode variar.