Diabetes Felino de Origem Não Pancreática

Gatos obesos

  • A sensibilidade dos receptores teciduais à insulina é reduzida pela obesidade
  • Isto aumenta a demanda de insulina resultando em hiperglicemia junto com altas concentrações de insulina plasmática
  • Pode levar à exaustão das ilhotas de Langerhans e diabetes mellitus

Superprodução de hormônios neutralizantes e resistência à insulina

  • A administração de progestágenos, ex. para tratar doença de pele ou marcação de território, pode induzir diabetes mellitus.
  • Excesso de de hormônio do crescimento de origem pituitária - tumores pituitários que produzem hormônio de crescimento têm sido diagnosticados em gatos. Estes gatos normalmente apresentam sinais típicos de acromegalia (excesso de hormônio do crescimento).
  • Hiperadrenocorticismo (síndrome de Cushing) ou a administração de glicocorticoides estimula a gliconeogênese. Isto, por sua vez, aumenta a concentração de glicose sanguínea que, por sua vez, aumenta a secreção de insulina. Isto pode levar à exaustão das ilhotas de Langerhans. O diabetes mellitus parece ser uma característica comum da síndrome de Cushing em gatos. Embora a síndrome de Cushing pareça ser relativamente incomum.
  • No Hipertireoidismo maior catabolismo de insulina devido aos altos níveis de hormônio da tireoide pode aumentar a demanda de insulina em diabéticos pré-existentes
Diabetes felino de Origem Não Pancreática